Declaração de bens no exterior: veja o prazo para declarar os investimentos

Declaração de bens no exterior: brasileiros que tenham mais de US$ 1 milhão em investimentos ou bens no exterior devem enviar CBE.
Declaração de bens no exterior
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

SOUNDTRACK PARA OUVIR COM ESTE POST

Tem investimentos fora do país? Se liga porque há mudanças na declaração de bens no exterior. O Conselho Monetário Nacional (CMN) multiplicou por 10 o limite mínimo de patrimônio mantido no exterior que precisa ser declarado. 

Dessa forma, o valor a partir do qual pessoas físicas e empresas precisam preencher a Declaração Anual de Capitais Brasileiros no Exterior (CBE) passou de US$ 100 mil para US$ 1 milhão. De acordo com o Banco Central, a elevação do limite reduzirá o custo de monitoramento sem prejudicar o controle. 

Já em relação aos prazos de envio de declaração de bens no exterior, o documento deve ser entregue até 5 de abril. 

A declaração de bens no exterior pode ser preenchida pelo site do Banco Central e deve conter informações relativas ao ano fiscal de 2020. Fique atento porque o prazo é menor do que a tradicional declaração do Imposto de Renda em terras brasileiras, que vai até 30 de abril.

Saiba mais

Imposto de Renda 2021: confira as novas regras

Como declarar Imposto de Renda dos seus investimentos

Como dissemos, o envio da CBE é obrigatório e caso você perca o prazo, deixe de declarar ou omitir informações pode resultar em multas de R$ 2.500,00 a R$ 250.000,00, podendo ser aumentada em 50% em alguns casos. Por isso tem que ficar de olho!

Entre os ativos que precisam ser declarados estão os imóveis, saldos em contas bancárias, investimentos financeiros, participações em empresas off-shore (abertas em territórios onde há menor tributação em comparação ao país de origem dos seus proprietários e dos recursos investidos), empréstimos, entre outros. 

Vale dizer que quando os ativos são mantidos em conjunto, todos os titulares devem preencher a CBE; mesmo que a quota parte de cada um tenha valor inferior ao mínimo legal que é de US$ 1 milhão. 

Caso o declarante tenha investimentos financeiros ou outros ativos mantidos por meio de empresa offshore, ele deve apresentar as informações contábeis da companhia referentes ao ano-base 2020.

CBE Trimestral

Além disso, quem tiver US$ 100 milhões, ou equivalente em outras moedas, em 31 de março, 30 de junho e 30 de setembro de cada ano-base, deverá preencher a declaração CBE Trimestral, de acordo com o calendário do BC:

  • Para a declaração trimestral referente à data-base de 31 de março: de 30 de abril às 18 horas de 5 de junho do mesmo ano;
  • Para declaração trimestral referente à data-base de 30 de junho: de 31 de julho às 18 horas de 5 de setembro do mesmo ano;
  • Para a declaração trimestral referente à data-base de 30 de setembro: de 31 de outubro às 18 horas de 5 de dezembro do mesmo ano.​

Estrangeiro no Brasil

Já em relação aos estrangeiros que movimentam recursos bancários no Brasil, é preciso  declarar ao Banco Central (BC) movimentações a partir de R$ 100 mil. Até 30 de julho de 2020, qualquer movimentação a partir de R$ 10 mil precisava ser informada, porém o Conselho Monetário Nacional (CMN) fez essa alteração. 

Segundo o BC, a flexibilização do valor pretende atualizar as normas à realidade atual do câmbio e reduzir o custo de manutenção dessas contas pelos estrangeiros.

Controle seus ativos offshore

Aproveite para cadastrar seus investimentos no exterior no Gorila e tenha consolidado todos seus ativos. Siga as nossa mídias para manter-se sempre atualizado com as novidades da plataforma e nossos artigos: Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin 

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais